sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Melancolia

Acordei lembrando dos versos de uma canção escrita numa velha carta de amor vinda de longe.
Ausente tentando se fazer Presente.

Levantei cantando os mesmos versos ditos também ao pé do ouvido e que foram levados pelo vento e pelo tempo...

Adormeci calando os tais versos que já não mais serão escutados, senão pela voz do cantador.
Presente tentando se fazer Ausente.



"(...) E estar sempre ao teu lado é ser amado e ter pra sempre o teu
Olhar que faz meu bem querer, sustenta meu amor
Que faz com que a cada dia eu te ame mais (...)" (Marcelo Camelo)


*Foto: Renê van Nieuwenhuizen

3 comentários:

Lua Oliva disse...

...que lindo, Luli... QUE LINDO.

Chorik disse...

Belo texto sobre a saudade Luli.
Bjks

Edu O. disse...

a saudade e Camelo e você..... me fizeram doer.