sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Já pra cama!

Eu devia ter uns 4 anos.
Reunião em família, os parentes todos presentes e, depois de um bom jantar, era hora da criançada ir pra cama.
Como nós íamos poucas vezes a São Paulo - somente nas férias - não ia ser naquele instante que eu iria sair de cena!
Por algumas vezes voltava à sala, de camisola, e puxava assunto com os presentes.
Minha avó ouvia com paciencia e, ao final da exposição, estendia a mão e, num aperto simples dizia:
- Boa noite!
Eu me retirava mais uma vez para o quarto.
Fiz isso umas 3 vezes.
Na quarta vez, eis a surpresa, após o cumprimento:
- Boa noite!
Ao que prontamente respondi:
- Boa noite e, vá-tomar-no-cu! - Retirando-me glamurosa pelo feito.


Desbocadiiiiinha..................

4 comentários:

Marcus Gusmão disse...

...e bem precoce.

Edu O. disse...

Eita que é das minhas!!!!! Não se pode agradecer ao cumprimento das cochias do teatro, mas fiquei feliz com teu comentário. beijos

Chorik disse...

Era o ar de São Paulo que polui até boca de anjo.

maria guimarães sampaio disse...

Merveiê!!!