sexta-feira, 13 de março de 2009

Seu Joaquim

Desde que cheguei aqui na fazenda que ouço falar muito do Seu Joaquim. Assim que tive oportunidade quis conhecê-lo. Pela importância dele pra fazenda, pela história de vida deste homem e pela boa pessoa que é.
Foi o desbravador do que hoje a gente chama de Fazenda Juliana. Era o comprador das terras daqui, o negociador em nome de Dr. Norberto, o dono. Responsável pela abertura das estradas, antigamente feito a facão e força braçal.
O mais impressionante é a visão futurista deste homem, hoje com 78 anos, mas que na época, usava o critério de comprar terras que tivessem nascentes de rio. A idéia era a de não faltar água e, de fato, não falta! Mais importante que não faltar água, é a consciência de preservar as nascentes. Ele é o primeiro a se manifestar! Tem uma consciência ecologia que muitos de sua idade não têm.
E tem tanta história pra contar... Dá um livro! E, está entre os meus planos sentar pra ter "um dedo de prosa" e saber tudo o que aconteceu nos últimos 49 anos por dentro destes mais de 4.000 ha de área. Quem sabe, não será minha primeira publicação?!
Sei, por enquanto, que Seu Joaquim é uma pessoa muito querida,de uma simplicidade que chega a incomodar e com um conhecimento que a minha biologia não chega nem aos pés.
Pra mim, este homem é minha enciclopédia viva, minha biblioteca, meu centro de pesquisa. E dele (e de mim, lógico!) dependerá o sucesso da minha árdua tarefa aqui.
Portanto, vida longa ao velho Quinca!

2 comentários:

maria guimarães sampaio disse...

converse e escreva, escrava e converse!
beijos de maria

Edu O. disse...

Vida longa!!! escreva mesmo sobre ele.